Arquivado em la Categoría » Desenhos artesanato «

sexta-feira, outubro 05th, 2012 | Author:

CASA-GRANDE E SENZALA.

Além de boas quituteiras, as escravas africanas também eram impecáveis artesas, e colocavam todo seu talento a servico da sinhá. Entre suas atribuigòes corriqueiras estava a confeccáo de panos de prato. As mulheres colhiam o algodáo, que fiavam e teciam, para depois bordar e pintar. Nos motivos bordados, carregados do simbolismo mágico da nacáo africana, elas en-contravam urna maneira de manifestar sua cultura. A pega acabava funcionando como talismá, capaz de proporcionar fattura e felicida-de a todos da casa.

Pelo menos nis-so acreditavam os escravos, que legaram a seus descendentes livres a tradito desse artesanato. A avó de Oda Medeiros foi urna das herdei-ras, mas as geracòes seguintes de sua familia nao se interessaram em aprender o oficio. Nem mesmo Cida, que só depois de deixar o emprego num escritorio résolveu se dedicar de vez aos panos de prato. A artesa comecou resgatando reliquias do baú da avó, e a partir daí desenvolveu um estilo próprio. Optando por comprar panos de prato já prontos, Cida investiu toda a criatividade na pintura e nos bicos de croché. Imaginacao para inventar temas nao lhe falta. Para ¡novar, ela compós um bico com fruti-nhas acompanhando a pintura. Detalhe: as frutinhas foram confeccionadas metade com tintas e me-tade com linhas. Bicos de Papai Noel, sino com badalo e botinhas sao algumas das criacoes especiáis para Natal. A menos que o cliente pega, Cida nao repete seus modelos, mesmo porque ela nao risca o tecido antes de pintar, mas desenha livremente, a partir de imagens mentáis. Ela conta que já tem tudo pronto dentro da sua cabera, com perfeita distribuicáo de cores e sombreado. Movida pela inspiracáo, a artesa afirma pintar, em media, oito panos em meia hora, todos ao mesmo tempo. Mas já chegou a bater o próprio recordé, fazendo dez panos em 15 minutos.

E é tanta a sua gratificacáo que nem se incomoda em dormir apenas duas horas por noi-te quando pega urna encomenda grande. Só nao gosta que déem palpites no que faz. Seus panos de prato hoje estáo es palhados por cozinhas na Franca, Alemanna e Estados Unidos, levados por turistas que ela conheceu durante a Feira de Artesanato da Praga da República, em Sao Paulo, onde expós entre 1982 e 1993. Desta época, a artesa guarda boas recordares: sua barraca estava sempre cheia, e os outros expositores “flcavam à espera de que eia fosse embora para poder vender alguma coisa”. Cida Medeiros tem seus truques para fazer tanto suces-so. Um deles é usar apenas brocha, descartando os pincéis, outro é usar tinta que ela mesma prepara, o que lhe permite conseguir tons exclusivos. Além de pano de prato, ela pinta também emborrachados, compondo jogos de cozinha e banheiro, aventáis, potes de vidro, santos de barro, tela e o que mais aparecer à sua frente. Seu grande orgulho é confessar que aprendeu tudo sozinha, observando e experimentando. E a artesa nao se incomoda em partilhar as descobertas com os interessados, através de cursos que realiza. 0 próximo deve acontecer em Janeiro.

Compartilhe no:
  • Orkut
sexta-feira, agosto 31st, 2012 | Author:

QUADRO AFRO.
Material: sarja com 90 cm x 1,20 m; chassi para prender a tela encontrado no Marton (veja endereço na seção “Onde Encontrar”); lápis grafite; cola branca Cascorez rótulo azul; Ciment-cola; tinta acrílica antemofo Metalatex branca; tinta acrílica Acrilex nas cores preta, branca, titânio, vermelha, amarela, bege, marrom; trincha; pincéis finos; copo de requeijão vazio.

Encaixe a sarja no chassi. Coloque uma colher de Ciment-cola no copo de requeijão, complete até a metade com a cola branca e complete o restante com a tinta acrílica antemofo. Misture bem. A consistência deve ser a de um mingau ralo. Caso fique muito grosso, dilua com um pouco de água. Aplique essa mistura na tela, passando o pincel no sentido horizontal. Deixe secaredê uma outra demão, desta vez no sentido vertical. Aguarde secagem. Com o auxílio do lápis grafite, quadricule a tela com quadrados de 15 cm de lado, totalizando oito quadrados na horizontal e seis na vertical. Dentro de cada um, pinte as figuras de acordo com a foto, que, no caso, trata-se da pintura rupestre africana. Se preferir, consulte esse tema em livros de história da arte primitiva. Para dar a impressão de uma pintura gasta pelo tempo, característica da pintura rupestre, coloque em um pires um pouco de tinta marrom, bege e preta, separadamente. Vá molhando sutilmente o pincel em cada tom e bata as cerdas sobre a figura. Deixe secar.

Compartilhe no:
  • Orkut
quarta-feira, dezembro 14th, 2011 | Author:

Casaquinho bege

Casaquinho bege de decote V.
Tamanho – 42/44.
Material:
Pingouin Botonè -12 nov. cananéia; sobras de fio Cheri pretoe tâmara; ag. para tricô Pingouin nB 5; ag. para crochê Pingouin n° 2; 4 botões.
Pontos empregados :
Ponto meia. Avesso do ponto meia – Ver p. de base à pág. 43. Ponto fantasia – 1a carr. – “1 t; 1 m.” 2a carr. e todas as pares – Tric. acompanhando o p. 3a carr. – *1 m.; 11.” 5a carr. – Voltar a 1a carr. Ponto fantasia em crochê – Seguir o gráfico. Amostra – Um quadrado de 10 cm em p. fantasia, nas ag. ne 5 = 18 p. x 24 carr.
Realizacao:
Costas – Montar 86 p. nas ag. ns 5 e tric. em p. fantasia. A 42 cm do começo para as cavas, rem. de cada lado, cada 2 carr.: 5 p.; 3 p.; 2 p. e 1 p. A 62 cm do começo, rem. Frente direita – Montar 43 p. nas ag. nfi 5 e tric. em p. fantasia. A 36 cm do começo para o decote rem. à direita, cada 4 carr.: 1 p. (11 v.) e cada 6 carr.: 1 p. (3 v.). A 42 cm do começo, para a cava, fazer à esquerda as mesmas dim. que nas costas cm do começo, rem.
Frente esquerda – Como a direita, em sentido contrário.
Mangas – Montar 47 p. nas ag. n2 5 e tric. em p. fantasia. Aum. de cada lado cada 4 carr.: 1 p. (6 v.) e cada 6 carr.: 1 p. (12 v.). A 40 cm do começo, para as cavas rem. de cada lado cada 2 carr.: 5 p.; 4 p. (3 v.); 3 p. (2 v.). A 45 cm do começo, rem.
Modo de armar :
Costurar os ombros. Montar as mangas. Fechar os lados e as mangas. Fazer ao redor das frentes, e do decote 3 carr. em p. fantasia em crochê. Pregar os botões.

Compartilhe no:
  • Orkut
quinta-feira, fevereiro 17th, 2011 | Author:

Artesanato para festas infantis

Elaboramos esta edição especial pensando em quem tem filhos pequenos e nos educadores de escolas infantis. Para isso, convidamos a artesã Filomena, da Lalá Artesanatos, para apresentar painéis, fantoches, brinquedos e livros que irão encantar as crianças e as ajudá-las a consolidar os valores de ética, do convívio familiar e social. E, mesmo quem não tem prática com artesanato, irá se surpreender com o resultado, pois o feltro é um material muito fácil para trabalhar. Suas cores e a textura macia proporcionarão momentos imperdíveis para compartilhar com as crianças. Explicamos tudo passo a passo, com moldes para você criar a sua versão e lucrar muito. Faça como a Lalá, que começou a criar peças para seus filhos, e hoje recebe encomendas para aniversários e escolas infantis de diversas cidades. Deu tão certo que ela largou sua carreira na área de administração para se dedicar exclusivamente ao artesanato com feltro.
Sucesso!

Compartilhe no:
  • Orkut
quarta-feira, maio 26th, 2010 | Author:

Novidades em croche

Invista no Croche!
Com as edições de Barradinho em Crochê, Crochê Filé e Decoração em Crochê ficou ainda mais fácil criar e inovar os ambientes de sua casa. Aproveite as sugestões e mantenha a originalidade em todos os caminhos de seu lar. São dezenas de criações para você alegrar seus trabalhos e faturar com as ene on i endas recebidas.

Compartilhe no:
  • Orkut